As forças contrárias à violência

#OPoderParalelo arca a retomada, pelo O POVO, de reportagens sobre projetos sociais que contribuem para a transformação do presente e a reelaboração do futuro da vida nas periferias de Fortaleza. São ações, da sociedade civil e das gestões públicas, que significam uma força contrária à violência e a todo estereótipo que as periferias das cidades carregam. As reportagens começaram a ser publicadas em fevereiro deste ano, retratando o Instituto Katiana Pena (Bom Jardim) e o Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (Passaré), que oferecem arte e esporte a crianças e adolescentes.